PradoMed - Clínica e Diagnóstico | Autossabotagem - O medo de ser feliz

Autossabotagem – O medo de ser feliz

Autossabotagem – O medo de ser feliz

Autossabotagem é o termo designado para pessoas que mantém um padrão de negativismo e a tendência de repetir atitudes destrutivas. É o medo do novo, medo de abandonar uma forma já conhecida de agir, mas que é prejudicial em diversos fatores na vida. A base da autossabotagem está relacionada a baixa autoestima.

São pessoas que se lamentam muito e que dizem o tempo todo que querem viver de outro jeito, que querem mudar, mas é difícil, a frase mais comum é “eu não consigo fazer isso”, “eu não tenho sorte”, “sempre comigo dá errado”, e pior, essas frases são uma afirmação negativa a qual a pessoa internaliza e acaba consequentemente tendo dificuldades para a mudança, pois ela acredita de fato no que ela fala e sente.

Compreendemos que essa dinâmica se dá através do pensamento negativo, da fala negativa e da falta de atitude. O que você pensa a respeito de si é muito poderoso, e sentindo de forma negativa não conseguirá motivar-se e buscar soluções para reverter os pensamentos. O que acontece é que em um momento difícil, essa afirmação negativa é generalizada para outras áreas da vida. Muitos dos comportamentos são automáticos e viram hábitos, como escovar os dentes ou trocar a marcha do carro, e nos aspectos emocionais acontece o mesmo. A pessoa que teve um pai alcoólatra, por exemplo, casa com um homem alcoólatra, ou seja, está se sabotando; a pessoa quer emagrecer mas vive excedendo na alimentação, por isso é necessário identificar as falhas e buscar ações para a mudança, passando a jogar a favor e ser mais feliz.

É importante lembrar que o meio onde uma criança foi maltratada tanto física como emocionalmente podem contribuir para que se tornem adultos negativos, mas ao crescer pode identificar e mudar esse padrão de pensamento, pois cada um é responsável por suas ações e tem como opção a mudança.

Para sair desse ciclo precisa identificar o pensamento. Por exemplo, eu não quero ser gorda, eu quero parar de sofrer, são frases negativas, provenientes dos pensamentos negativos, que já se tornaram um modelo errado de pensar e falar, dessa forma não haverá mudança. O correto seria eu quero emagrecer, eu estou me sentindo melhor, sou feliz. No inicio parece não ter sentido, mas é preciso aprender a pensar e falar no que realmente deseja, modificando os padrões, pois facilitará o processo para agir.

Mantendo o ciclo da autossabotagem estamos perdendo a oportunidade de conseguir novas habilidades e ficarmos cada vez mais longe dos nossos objetivos. Não adianta ficar se lamentando, a mudança está dentro de cada um de nós. A psicologia pode auxiliar a identificar e modificar esses padrões de pensamentos e assim você poderá se sentir mais fortalecido para jogar a seu favor.

 

Rosemary G. Sampaio Borges

Psicóloga Clínica – CRP – 06/87098

Autossabotagem – O medo de ser feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Icons made by Gregor Cresnar from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY
Icons made by Smashicons from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY