PradoMed - Clínica e Diagnóstico | Colesteral e triglicérides elevados

Colesteral e triglicérides elevados

Colesteral e triglicérides elevados

O Colesterol (CT) e as Triglicérides (TG) são dois tipos de gordura presentes no sangue de pessoas normais. Quando ingerimos alimentos gordurosos (carne gorda, frituras) e farináceos ou açúcares (carboidratos), os produtos desse metabolismo são o CT e o TG respectivamente. O CT e o TG têm funções plásticas, estruturais e são fonte energética para nosso corpo; se tornando um problema quando seus níveis aumentam além do normal, sendo depositados nas paredes das artérias e veias, “entupindo” a circulação de sangue.

Portanto, a dieta de CT deve ser feita com redução da ingestão de lipídeos ou gordura de origem animal; e a dieta de TG deve ser reduzindo carboidratos, ou seja, açucares/farináceos e derivados de amido.

DIETA PARA BAIXAR O COLESTEROL:

CARNES: preferir as magras, sem gordura e as brancas. Ingerir peixe e frango sem pele. Carne de porco ou vaca até 2X/semana.

LEITE E DERIVADOS: consumir leite desnatado, queijos brancos, margarina (que não endurece na geladeira) e outros desnatados. Evitar queijos cremosos e requeijão.

OVOS e ÓLEOS: uso de óleos de soja, girassol ou canola e ingerir ovos até 2x/semana.

DIETA PARA TRIGLICÉRIDES (incluir dieta anterior e também):

MASSAS: reduzir quantidade (até 2X/semana), inclusive bolos, tortas, pães (francês). Preferir pão integral/centeio/com fibras pelo menor teor de carboidrato. Evitar croissants, brioches e salgadinhos.

AÇÚCARES: usar adoçantes (qualquer tipo) SEMPRE que possível.

DOCES: preferir doces sem açúcar ocasionalmente.

BEBIDAS: chás, café, bebidas diet ou light, sucos naturais são recomendados. Diminuir álcool e evitar achocolatados.

MOLHOS: evite molhos cremosos, maionese e de queijos. Tempere sua salada com pouco azeite.

FRUTAS: preferir as de pouco caldo e menos doces (frutose é o açúcar da fruta).

DERIVADOS de AMIDO: arroz, feijão, batata, beterraba, cenoura, mandioca, etc são ricos em amido que é transformado em açúcar durante a digestão. Comer menor quantidade.

 

HDL E LDL

O HDL é chamado colesterol “BOM”, na verdade uma proteína do sangue que “carrega” o colesterol bome quando elevado (maior que 45mg/dl) “retira” a gordura da parede dos vasos desentupindo” a circulação.

O LDL é chamado colesterol “RUIM”, também uma proteína que “carrega” o colesterol ruim no sangue e quando seu valor está elevado “deposita” o excesso do colesterol na parede das artérias e veias, “entupindo” a circulação.

O VLDL relaciona-se com as TRIGLICÉRIDES tendo uma função mais energética que plástico-estrutural, contudo representa risco de infarto cardíaco, derrame e de pancreatite quando seu nível está elevado (acima de 150mg/dl).

Essas 3 lipoproteínas (HDL, LDL, VLDL) são fabricadas no fígado e as medicações para abaixar o colesterol e triglicérides têm ação na produção de lipoproteínas e nos receptores das células, e são conhecidas como ESTATINAS e FIBRATOS.

As ESTATINAS são usadas para abaixar o colesterol e um pouco das triglicérides; e os FIBRATOS são usados para abaixar principalmente a triglicérides.

O tratamento das Dislipidemias é PERMANENTE, tanto para as dietas e também para quem toma medicação.

NÃO EXISTE TRATAMENTO TEMPORÁRIO!    

 

Dr André Luiz Prado Negrisoli

Clínico Geral e Cardiologista

CRM 58.574

Colesteral e triglicérides elevados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Icons made by Gregor Cresnar from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY
Icons made by Smashicons from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY