PradoMed - Clínica e Diagnóstico | Diminua a ansiedade !

Diminua a ansiedade !

Diminua a ansiedade !

Cada vez mais pessoas sofrem com ansiedade. Compreendemos que ansiedade é uma característica biológica que antecede ao momento de perigo real ou imaginário, é um alerta que nosso corpo emite de que algo não está bem, uma sensação eminente de perigo, desencadeada quando uma pessoa entra em contato com situações novas ou quando a situação contém um alto valor afetivo. É marcada por sensações corporais muito desagradáveis como: sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, aperto no tórax, transpiração excessiva, dores musculares, entre outros e sempre permeada por medo intenso, e só se torna patológica dependendo do grau e da frequência.

A ansiedade geralmente não tem causa específica, pode ser qualquer situação que seja interpretada como prejudicial e vale lembrar que os acontecimentos não são interpretados da mesma maneira por todo mundo.

A pessoa ansiosa está sempre presa ao futuro, não vive o presente por medo de que algo ruim irá acontecer e este medo infelizmente desestrutura-a de forma tão avassaladora que traz consequências principalmente para sua autoestima. A pessoa se sente incapaz, inferior e estes sentimentos fazem com ela fique paralisada, não consegue tomar decisões ou se precipita de forma irracional.

Podemos diminuir a ansiedade pondo em prática algumas alternativas como:

– Aceitar a sua ansiedade: mesmo que pareça absurdo, aceite como se fosse um hóspede inesperado, substitua seu medo, raiva e rejeição por aceitação, só conseguimos mudar o que aceitamos que está acontecendo, se resistir você estará intensificando os sintomas.

– Não foque dentro de você: não fique observando cada sintoma, olhe a sua volta a situação que você está, descreva os detalhes mudando o foco interno para o externo.

Aja com a sua ansiedade: diminua o ritmo, mas não deixe de fazer o que estiver fazendo, mantenha-se ativa, se você interromper e fugir a sua ansiedade diminuirá, mas o seu medo aumentará e dá próxima vez será pior, continue a fazer as coisas, tanto a sua ansiedade quanto seu medo diminuirão.

– Faça exercício de respiração: libere o ar de seus pulmões bem devagar. Respire bem calmamente, inspirando pouco ar pelo nariz e expirando longa e suavemente pela boca. Respiração de forma adequada acalma.

– Examine seus pensamentos: talvez você esteja antecipando coisas catastróficas. Você sabe que elas não acontecem, já passou por isso e sabe que nunca aconteceu nada do que pensou que aconteceria. Examine o que você está dizendo para si mesma e reflita racionalmente para ver se o que pensa é verdade ou não. Lembre-se, você está apenas ansiosa, isto pode ser desagradável, mas não é perigoso, você não tem provas reais e definitivas disso.

– Livre-se do pensamento mágico que você terá se livrado para sempre de sua ansiedade. Ela é necessária para você viver e continuar viva. Em vez de considerar-se livre dela, surpreenda-se pelo jeito como a maneja com seus próprios recursos, aprendendo a se tranquilizar você é capaz de superar esse momento.

 

Rosemary G. Sampaio Borges

Psicóloga Clínica

CRP – 06/87098

Diminua a ansiedade !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Icons made by Gregor Cresnar from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY
Icons made by Smashicons from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY