PradoMed - Clínica e Diagnóstico | Distúrbios do Sono

Distúrbios do Sono

Distúrbios do Sono

Os distúrbios do sono são classificados em três tipos:

– Insônia ou dificuldade em iniciar o sono ou manter o sono adequado.

– Hipersonia ou sono excessivo

– Alterações de comportamento durante o sono.

Os pacientes podem apresentar sintomas diurnos de desatenção, prejuízo da memória e raciocínio, irritabilidade até depressão.

O nosso sono apresenta 2 fases que se intercalam : a fase REM (movimento ocular rápido) onde sonhamos; e a NÃO-REM (sem movimentar os olhos) com fases superficiais e profundas.

A insônia não é só a dificuldade em dormir, mas também em manter o sono de forma adequada e reparadora (acordar descansado). Quando experimentamos a insônia podemos apresentar irritação diurna, distúrbio de memória, depressão, dores de cabeça e mal-humor. As causas são diversas como ansiedade, nervosismo, ingestão de estimulantes à noite (refrigerantes e café) ou álcool, problemas familiares, até alimentação pesada noturna ou exercícios intensos. Deve-se corrigir todos os fatores para o cérebro calibrar seu automático de “on-off” (ligar-desligar).

Hipersonia é caracterizada por sono excessivo durante o dia, quando o cérebro tem que estar acordado. Uma causa comum é a apnéia do sono (quando o paciente pára de respirar por períodos durante o sono).

Alterações comportamentais do sono incluem o sonambulismo (andar durante o sono), o Terror Noturno (pesadelos) e a Enurese (perder urina durante o sono) – essas mais comuns entre as crianças. Curiosamente a Parassonia acometeu nosso craque Ronaldo durante a Copa na França, sendo confundida com convulsões, na verdade são abalos musculares, e como o médico da seleção não diagnosticou corretamente, perdemos a Copa.

Por fim a Apnéia é uma doença muito importante, pois quando a pessoa para de respirar provoca queda de oxigenação do sangue e alterações diversas nos órgãos principalmente no coração, com maior risco de infarto.
O diagnóstico é feito através da observação do cônjuge, da própria pessoa e também através de exames como a Polissonografia (monitoração hospitalar do sono com medidas do ritmo do sono e da saturação do oxigênio).

Procurar um médico clínico e tratar as causas diversas é a solução.

 

Dr André Luiz Prado Negrisoli

Cardiologista e Clínico Geral

CRM 58.574

Distúrbios do Sono

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Icons made by Gregor Cresnar from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY
Icons made by Smashicons from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY