PradoMed - Clínica e Diagnóstico | Osteoartrose - Parte 2

Osteoartrose – Parte 2

Osteoartrose – Parte 2

Os objetivos do tratamento da osteoartrose são aliviar e, se possível, suprimir as dores, melhorar a capacidade funcional, isto é, aumentar a mobilidade das articulações atingidas e evitar a atrofia dos músculos relacionados com as referidas articulações e, finalmente, impedir o agravamento das lesões já existentes. A osteoartrose não se trata apenas com medicamentos e fisioterapia. O empenhamento do doente é indispensável, e sem ele o plano terapêutico não tem êxito. Constituem medidas básicas do tratamento a educação do doente, o repouso relativo e o plano de exercícios. A osteoartrose não tem, hoje em dia, cura, e o doente deve sabê-lo, mas tem tratamento, que pode permitir ao indivíduo afetado por esta doença levar uma vida completamente normal na imensa maioria dos casos. O médico deve enfatizar o caráter benigno da doença e o seu bom prognóstico na grande maioria dos casos. Esta desdramatização é muito importante, visto que em muitos casos o principal problema do doente é o medo de poder vir a ficar completamente incapacitado. Da educação do doente devem fazer parte o ensino das regras gerais de proteção do aparelho locomotor, e a correção das posturas incorretas.

Dicas:

Dormir preferencialmente em decúbito dorsal, isto é, de “barriga para cima”, posição que propicia um repouso completo da coluna vertebral.

Não permanecer durante muito tempo na mesma posição, sobretudo nas posições de pé ou sentado. As longas estadias nestas posições constituem uma sobrecarga para a coluna, em particular para a coluna lombar, os quadris e os joelhos.

Evitar pegar em objetos pesados, o que constitui uma grande sobrecarga para as articulações da coluna vertebral.

Evitar as flexões da coluna vertebral. O doente, quando tiver de apanhar um objeto do solo, não deve fletir a coluna, mas sim dobrar os joelhos.

O vestuário deve ser simples e prático, evitando as roupas apertadas, os fechos atrás das costas e os botões de pequenas dimensões. Os sapatos devem ter contrafortes resistentes e os saltos não devem ser altos. Os saltos altos aumentam a lordose lombar, originando dores ao nível deste segmento de coluna.

Os estudantes e outros trabalhadores que passam longas horas em uma mesma posição devem evitar posturas incorretas. São muito importantes a altura das cadeiras, a fim de evitar que os doentes passem horas demasiado fletidos sobre as suas mesas de trabalho.
Dr. Mauro Araujo Alves

Ortopedista

CRM 122.960

Osteoartrose – Parte 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Icons made by Gregor Cresnar from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY
Icons made by Smashicons from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY